Editores Artesanais Brasileiros

A mostra temporária Editores Artesanais Brasileiros apresentou exemplares de livros publicados por nomes como João Cabral de Melo Neto (selo O livro Inconsútil), Pedro Moacir Maia (selo Dinamene), Thiago de Mello e Geir Campos (selo Hipocampo) entre outros que, na década de 1950, criaram selos editoriais através dos quais publicavam livros de própria autoria e de escritores altamente qualificados, alguns dos quais seriam consagrados pela crítica anos depois.

A qualidade das publicações – fruto do cuidado com os detalhes que envolviam a escolha do papel, da fonte tipográfica, da capa e da diagramação do texto – produziu edições artesanais, com tiragens em pequena escala. Foram pioneiros num momento em que o conteúdo textual coibia qualquer trabalho mais apurado com os detalhes gráficos dos livros.

Exposição encerrada