Standards and Functioning

NORMAS E FUNCIONAMENTO DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS


SUMÁRIO

  1. A BIBLIOTECA BRASILIANA GUITA E JOSÉ MINDLIN
    1. Acervo
  2. INFORMAÇÕES GERAIS
    1. Horários do Serviço de Referência
    2. Endereço
    3. Contatos
    4. Serviços Oferecidos
    5. Busca nos catálogos da Biblioteca Mindlin
    6. Equipe do Serviço de Biblioteca e Documentação - SBD
    7. Equipe de Especialistas em Pesquisa
    8. Visitas técnicas ao acervo
  3. CONSULTA AO ACERVO
  4. NORMAS
    1. Normas para o manuseio das obras
    2. Normas para a reprodução de obras da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin
  5. LABORATÓRIO DE CONSERVAÇÃO
  6. LABORATÓRIO DE DIGITALIZAÇÃO
  7. PROTOCOLO DE VISITAS À BBM
  8. PROTOCOLO PARA USO DOS ESPAÇOS EXPOSITIVOS DA BBM
  9. HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
  10. ANEXOS

Formulário de Requisição de Consulta

Termo de Responsabilidade de Reprodução

Manual de Consulta Sala RBM


1 A BIBLIOTECA BRASILIANA GUITA E JOSÉ MINDLIN

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) é um Órgão vinculado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU), sediado no Complexo Brasiliana USP, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. É formada pelo acervo doado por Guita Kauffmann Mindlin, José Ephim Mindlin e seus filhos – Betty, Sérgio, Diana e Sônia –, constituindo um centro interdisciplinar de informação, documentação, pesquisa e difusão científica de estudos brasileiros. São Finalidades da Biblioteca:
I – conservar e divulgar o acervo e facilitar o seu acesso a estudantes e pesquisadores;
II – proporcionar irrestrito acesso de seu acervo digital ao público em geral;
III – promover a disseminação de estudos de assuntos brasileiros por meio de programas e projetos específicos.
1.1 Acervo
O acervo doado à USP em 2006 reúne material sobre o Brasil ou que, tendo sido escrito e/ou publicado por brasileiros, sejam importantes para a compreensão da cultura e história do país. É composto por obras de literatura brasileira e crítica literária, relatos de viagens e missionários, manuscritos históricos e literários (originais e provas tipográficas) periódicos nacionais, livros científicos e didáticos, documentos históricos, livros de artistas, folhetos, mapas, almanaques, entre outros. Possui cerca de 32.000 títulos que correspondem aproximadamente a 60 mil volumes.
Os materiais impressos e manuscritos que constituem o acervo da BBM estão a serviço de pesquisadores e do público interessado em conhecer mais a fundo temas da história, da literatura, da arte e da cultura brasileira em geral.
Devido ao caráter raro e especial desses materiais, o acervo da Biblioteca não é circulante e o pesquisador pode consultar as obras do acervo no local ou na Biblioteca Digital disponível em https://digital.bbm.usp.br. Não há empréstimo de obras.


2 INFORMAÇÕES GERAIS

2.1 Horários de consulta

2.2. Endereço: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin – Rua da Biblioteca 21, Complexo Brasiliana, Cidade Universitária, São Paulo – SP , CEP: 05508-065

2.3. Contato

2.4. Serviços Oferecidos

  • Orientação Geral ao usuário;
  • Assistência ao uso dos recursos informacionais do Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi) da USP e da BBM;
  • Acesso aos catálogos, bases de dados e documentos eletrônicos disponibilizados pela USP;
  • Acesso à Biblioteca Digital da BBM (https://digital.bbm.usp.br);
  • Consulta local ao acervo físico (Sala Rubens Borba de Moraes);
  • Orientação para levantamento bibliográfico;
  • Reprodução de documentos (digitalização), segundo as normas estabelecidas (ver item 4.2).

2.5. Busca nos catálogos Bibliográficos da BBM

A BBM faz parte do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIBi). Desta forma, o catálogo do acervo físico pode ser acessado pelo Banco de Dados Bibliográficos da USPDEDALUS, pelo endereço: www.dedalus.usp.br, ou pelo Portal de Busca Integrada: www.buscaintegrada.usp.br.

Para restringir sua pesquisa somente ao catálogo da BBM, selecione no DEDALUS, na Guia “Base para busca”, Por: BBM - Bib. Brasiliana Mindlin.

Para acesso à Biblioteca Digital a pesquisa pode ser feita no endereço: https://digital.bbm.usp.br.

2.6. Equipe do Serviço de Biblioteca e Documentação - SBD

2.7. Equipe de Mediação Cultural

2.8. Visitas técnicas

Visitas técnicas de estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e de profissionais que atuam com acervos bibliográficos, podem ser agendadas com antecedência pelos telefones (11) 2648-0317, (11) 2648-0841 e pelo e-mail: biblioteca@bbm.usp.br. Estas ocorrerão no período de funcionamento da Biblioteca. Visitas aos Laboratórios de Conservação e Digitalização somente poderão ser realizadas mediante disponibilidade.


3 CONSULTA AO ACERVO

A consulta ao acervo físico da BBM será feita na Sala de Consulta Rubens Borba de Moraes (RBM), no horário de funcionamento do Serviço de Biblioteca e Documentação - SBD. A consulta será feita mediante o preenchimento de Formulário de Requisição de Consulta às Obras do Acervo, disponível no site da BBM. A consulta terá o acompanhamento de um membro da equipe do SBD, para qualquer auxílio ou necessidade do usuário.

O acervo pode ser consultado via DEDALUS, no endereço www.dedalus.usp.br ou pelo Portal de Busca Integrada: http://www.buscaintegrada.usp.br/ (ver item 2.5).

Parte do acervo está sendo digitalizado e disponibilizado na Biblioteca Digital da BBM (https://digital.bbm.usp.br). Os usuários podem realizar buscas online, visualizar as obras digitalizadas e também fazer downloads.


4 NORMAS

4.1. Normas de consulta às obras

A BBM tem a finalidade de divulgar e colocar seu acervo à disposição dos usuários. É também seu dever a preservação dos materiais sob sua guarda. Por essa razão pedimos que leia atentamente e siga as normas abaixo.

  1. O atendimento é feito na Sala de Consulta Rubens Borba de Moraes (RBM), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17:00h;
  2. É permitida a consulta de 3 livros por vez, salvo situações específicas e justificadas;
  3. É necessário o preenchimento do Formulário de Requisição de Consulta às Obras do Acervo;
  4. Obras consideradas raras e especiais obedecem a critérios especiais de consulta. Leia o Manual de Consulta Sala RBM antes de solicitar este tipo de material;
  5. Caso exista cópia digitalizada do material solicitado, prevalecerá o acesso ao documento digital;
  6. Pede-se que, ao consultar as obras, sejam tomadas medidas simples de cuidado, como a higiene adequada das mãos. Não molhar as pontas dos dedos para virar as páginas;
  7. Poderá ser solicitado o uso de luvas para a consulta aos materiais entre outros EPI's ;
  8. Não se apoie sobre as obras. Não coloque outros livros, papéis ou qualquer outro objeto sobre eles. Não deixe livros abertos voltados para baixo nem livros abertos sobre outros.
  9. Mapas, ilustrações, dobraduras, deverão ser abertos pelo funcionário. Solicite ao Bibliotecário orientações sobre como consultar materiais frágeis e difíceis de manusear;
  10. Caso as páginas de uma obra ainda não tenham sido separadas, favor comunicar ao responsável na Sala RBM;
  11. Lápis, caderno ou folhas de papel, notebook, carregadores e celulares (modo silencioso) podem ser utilizados na Sala RBM. Pedimos que não sejam feitas e nem atendidas chamadas telefônicas;
  12. Não é permitida a entrada de canetas e objetos cortantes; não é permitido riscar, cortar, dobrar, marcar ou arrancar páginas de livros ou fazer qualquer tipo de modificação nas obras consultadas, tais como anotações, uso de corretivo ou borracha de apagar, marcadores de papel, postit’s, etc;
  13. São proibidos na Sala RBM a entrada e o consumo de bebidas e/ou alimentos, chicletes, balas etc;
  14. Pastas, casacos, cachecóis, chapéus, bolsas e mochilas devem ser deixados no guarda-volumes do térreo. Solicite a chave no balcão de entrada da BBM;
  15. Utilize o guarda-volumes somente enquanto estiver nas dependências da BBM. Ao sair, devolva a chave ao atendente do balcão. Em caso de perda da chave, comunicar imediatamente o fato no balcão de entrada;
  16. O ambiente está sendo filmado. As imagens gravadas são confidenciais e protegidas, nos termos da lei. (LEI MUNICIPAL Nº 13.541 de 24 de Março de 2003).

4.2. Normas para a reprodução de obras da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

  1. É permitida a reprodução de obras que estejam em domínio público ou que, ainda sob a proteção da Lei de Direito Autoral (Lei 9.610/98)*, tenham sido objeto de autorização de reprodução de seus autores/titulares. * Disponível em [http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9610.htm]
    1. É de responsabilidade do pesquisador obter a autorização de reprodução junto ao autor/titular, assim como respeitar os limites de utilização que essa autorização determina.
    2. A reprodução de trechos de obras e manuscritos ainda sob direitos autorais, prevista pela referida lei, será analisada pela Biblioteca com base nas disposições legais.
  2. A equipe de Bibliotecários e Especialistas em Pesquisa fará prévia avaliação do material solicitado para cópia e poderá restringir ou não permitir a reprodução de itens, de acordo com seu estado de conservação.
  3. A reprodução de obras em domínio público poderá ser feita diretamente pelo pesquisador com o uso de máquina fotográfica, celular, tablet, entre outros, sendo proibido o uso de flash, ou poderá ser solicitada à Biblioteca a digitalização da obra.
  4. O pesquisador deverá indicar a finalidade da reprodução, ficando vedado:
    1. O uso da reprodução para outro fim que não o informado no momento da solicitação.
    2. O uso comercial da reprodução sem a devida formalização do pedido à Direção da BBM, que será objeto de avaliação e autorização por parte da Biblioteca.
  5. A reprodução das imagens deve ser acompanhada do devido crédito à Biblioteca, na forma Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin – PRCEU/USP.
  6. Qualquer pagamento de direitos autorais decorrente da reprodução deverá ser feito pelo requerente diretamente aos detentores dos direitos ou seus representantes, não cabendo nenhuma responsabilidade à Biblioteca.
  7. No caso de reproduções de obras para fins comerciais (como publicação de livros, fac-símiles, etc.), serão solicitados 2 (dois) exemplares da obra para o acervo da Biblioteca.
  8. No caso de reproduções para uso comercial, a Biblioteca poderá, a seu critério, cobrar taxas pela reprodução parcial ou total de documentos e obras do seu acervo, quando executada pelo seu Laboratório de Digitalização. Os pedidos, com a devida apresentação e justificativa do uso e finalidade da reprodução, deverão ser encaminhados em ofício à Direção da BBM, para análise e liberação.

5 LABORATÓRIO DE CONSERVAÇÃO

6 LABORATÓRIO DE DIGITALIZAÇÃO

7 PROTOCOLO DE VISITAS À BBM

8 PROTOCOLO PARA USO DOS ESPAÇOS EXPOSITIVOS DA BBM

a BBM dispõe de dois espaços para exposição, as salas BNDES e Multiuso. O presente protocolo busca estabelecer regras que permitam que o uso desses espaços seja feito de acordo com as finalidades gerais da instituição.


9 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Administração
Segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h

Serviço de Biblioteca e Documentação - SBD
Segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 17h
Obs.: Mediante preenchimento do Formulário de Requisição de Consulta.

Exposições
Segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 18h30

Sala de Leitura Lampadia
Segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 18h30 Sábado, das 9h às 13h


10 ANEXOS